Para que Servem os Tipos de Vitaminas Lipossolúveis e Hidrossolúveis

tipos de vitaminas

Cada uma das vitaminas cumpre uma função específica no organismo, a falta delas pode causar problemas de saúde.

Descubra o que são e para que servem as vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis, quais os principais tipos, as melhores fontes e as quantidades diárias recomendadas.

Para que Servem?

As vitaminas são substâncias inorgânicas que estão presentes nos alimentos e são absolutamente são vitais para a saúde do nosso organismo. E cada uma delas têm uma função específica no funcionamento correto do corpo, sendo, por isso, indispensáveis dentro da alimentação de qualquer indivíduo.

A falta de vitaminas no organismo de qualquer pessoa pode desencadear problemas de saúde. Por isso, devemos consumi-las, obrigatoriamente, de fontes externas, já que nós mesmos não somos capazes de sintetiza-las a partir de reações químicas. Esta regra tem exceções, como veremos mais adiante, já que o organismo é capaz de sintetizar uma determinada quantidade de algumas vitaminas.

Há, no momento, descobertas e descritas 13 vitaminas. Isso não quer dizer que sejam as definitivas. É possível que, em algum momento, um grupo de cientistas descubra outra, apesar de que desde 1948 não foi descrita nenhuma.

Todas têm, pelo menos, duas denominações, por um lado, possuem um nome com dígitos (letras e números) e, por outro, também se conhece com uma denominação estendida, que pode referir-se à sua forma química ou alguma de suas funções. Por exemplo: ácido ascórbico, é o mesmo que a vitamina C.

Nenhum alimento possui todas as vitaminas necessárias para o bom funcionamento do corpo e não há nenhum alimento que não possua nenhuma.

Existem vitaminas que são mais comuns do que outras na natureza e encontram-se presentes em muitos alimentos e outras que se concentram em um grupo mais reduzido de alimentos.

O que são?

Cada um destes componentes possui funções concretas e específicas, que são insubstituíveis. Por este motivo, se ocorrer uma incompatibilidade em seus níveis (hipo ou hipervitaminose) ou há uma ausência das mesmas (diferentes) o organismo não trabalha bem e se produzirão alterações.

A maioria das vitaminas funcionam, entre outras coisas, como cofatores ou coenzimas de reações químicas. Ou seja, são elementos imprescindíveis para que essa transformação, minúscula, mas constante, tenha lugar em nossos órgãos. Por exemplo, sem elas não é possível obter energia a partir dos alimentos, o sistema de defesa contra infecções fica frágil e as conexões neuronais do nosso sistema nervoso ficaram confusas e alteradas.

As vitaminas não engordam, isto porque são nutrientes sem calorias. Por este motivo, em uma dieta hipocalórica de emagrecimento, não é necessário reduzir o aporte vitamínico.

Tipos de Vitaminas

As vitaminas são classificados em dois grupos: lipossolúveis e hidrossolúveis.

Lipossolúveis

São aquelas que se dissolvem nas gorduras. Normalmente são encontrados em alimentos ricos em gorduras, como os óleos vegetais, o peixe azul, no abacate ou os frutos secos.

  • A – Retinol
  • D – Calciferol
  • D2 – Ergocalciferol
  • D3 – Colecalciferol
  • E – Tocoferol
  • K1 – Fitomenadiona ou Filoquinona
  • K2 – Menaquinona MK7
  • K3 – Menadiona
  • Q10 – Ubidecarenona

Hidrossolúveis

São um grupo muito heterogêneo de compostos, desde as vitaminas do grupo B, que são muito diferentes entre elas, até a vitamina C. Devido a essa diversidade, se encontram em uma grande variedade de alimentos, tais como: carnes, peixes, frutos do mar, ovos, são ricos em vitamina B (exceto o ácido fólico) e C; os vegetais e frutas são ricos em diversas vitaminas hidrossolúveis, especialmente ácido fólico e ascórbico.

  • C – Ácido ascórbico
  • B1 – Tiamina
  • B2 – Riboflavina
  • B3 – Niacina
  • B5 – Ácido pantoténico
  • B6 – Piridoxina
  • B7 – Biotina
  • B8 – Colina
  • B9 – Ácido fólico
  • B10 – Ácido 4-aminobenzoico
  • B11 – L-carnitina
  • B12 – Cobalamina

Como Tomar?

Cada uma delas tem uma recomendação de consumo específica, que costuma ser bastante pequena e está ajustada às características e condições como sexo, idade, gravidez ou lactação. No entanto, e apesar de precisar de mínimas quantidades de vitaminas, se você não manter uma alimentação completa e variada tomando de todos os grupos de alimentos, desenvolver deficiências de algumas vitaminas não é tão incomum.

Além de tudo isso, algumas vitaminas são muito sensíveis às condições ambientais e podem perder sua utilidade. A incidência direta da luz solar, o calor ou até mesmo a própria solubilidade, podem degrada-las antes ou durante a sua ingestão.

Indicações

Existem diferentes etapas da vida como a infância, a gravidez ou a amamentação, onde a imunidade baixa e o nosso corpo necessita de um aumento de certos nutrientes. Nestes casos, o uso de suplementos podem ser prescrito por um médico, já que a sua ingestão abusiva (hipervitaminose) também pode ser prejudicial para a saúde.

Certas condições de saúde, como, por exemplo: estresse, diarreia, diabetes, osteoporose, problemas intestinais ou viroses, aumentam as necessidades de determinadas vitaminas.

O consumo de álcool, tabaco ou diferentes drogas podem gerar um alto gasto vitamínico, o que pode causar falta ou déficit no organismo.

Leia mais sobre os superalimentos

Leave a Comment